Pular para o conteúdo principal

RJ: Médico e health coach Esteban Andrejuk participa de cursos sobre Superarlimentos e Plantas Medicinais em Ipanema (21 a 23/02)

Os Superalimentos são a nova tendência da nutrição com ingredientes vindo de lugares distantes como a goji berry do Tibet. Poucos conhecem, porém, os frutos brasileiros que se encaixam nessa categoria, em especial os do Cerrado brasileiro, como jatobá e baru.  “O cerrado é um criador de superalimentos. O Baru é repleto de Ômega  6 e 9, ferro, zinco e aminoácidos. O jatobá é um alimento usado tradicionalmente pelos povos que habitam o cerrado, os calungas, descendentes de africanos escravizados, como fator energizante com capacidade para aliviar doenças do aparelho respiratório. E ele serve muito bem para incorporar em bolos, cookies e vitaminas”, conta o médico e health coach venezuelano Esteban Andrejuk.

Morador de Alto Paraíso, em Goiás, Esteban estará no Rio de Janeiro, em uma rara oportunidade ensinando sobre o tema no dia 23/02, e também sobre “Plantas para a Saúde” no dia 22/02. As duas oficinas acontecem no Spa Maria Bonita Ipanema, antecedidas por uma palestra gratuita sobre “Autocura, construção de hábitos saudáveis” no dia 21/02.

Além de explicações, Esteban Andrejuk ensinará receitas ao público que terá, junto com a aula, a degustação dos produtos citados.  “Ensino as propriedades nutricionais e medicinais e como preparar eles de maneira simples e gostosas. O melhor do workshop é integrar o conhecimento na prática para que ele vire sabedoria e aprendamos as receitas para incorporar o poder dos superalimentos no nosso cotidiano”, garante.

Andrejuk compara os Superalimentos ao melhor combustível dos corpos de hoje tão expostos ao estresse que causa envelhecimento e oxidação nas células, desenvolvendo doenças degenerativas. Essa despensa de nutrientes, proteínas, saúde, energia e sabor, se concentra em alimentos como cacau, maca peruana, quinoa, goji berry, abacate, açaí, espirulina, clorela, coco, chia, lentilha, jatobá, baru, castanha de Pará e a moringa, que vem da África e é muito usada para alimentar as mães no período da amamentação.

Os superalimentos reforçam o sistema imunológico e essa uma das chaves da saúde porque com o sistema imunológico forte não há espaço para doença”, define o médico que, além da oficina sobre Superalimentos dará aulas sobre Plantas para Saúde.

Na Oficina do dia 22 de fevereiro, Andrejuk ensinará sobre o uso das Plantas Medicinais com as seguintes propriedades: Adaptógenos, que facilitam o aumento da atenção e da resistência à fadiga, reduzindo os prejuízos e transtornos induzidos pelo estresse, Imunoestimulantes, que fortalecem o sistema de defesa com o intuito de evitar a aparição de enfermidades, Desintoxicantes, que facilitam a limpeza integral do organismo ativando os órgãos que eliminam as toxinas que enfraquecem e adoecem o corpo, Energizantes, que estimulam o sistema nervoso e cardiovascular de maneira equilibrada para realizar as atividades desejadas, os Antioxidantes, que previnem ao envelhecimento precoce do organismo neutralizando a oxidação celular que dão origem aos radicais livres, os Antidepressivos que melhoram os transtornos do estado do ânimo e do humor e os Ansiolíticos que diminuem a ansiedade e a tensão.

Nascido na Venezuela, Andrejuk é formado em medicina pela Faculdade de Medicina da USAL (Universidad del Salvador), Buenos Aires, Argentina; e é Coach em Saúde e Qualidade de Vida. Cofundador e responsável pelo “Planta Saúde”, um projeto socioecológico que visa melhorar a saúde comunitária de maneira consciente e participativa promovendo o intercâmbio de conhecimentos tradicionais, além de Cofundador e responsável de “Nutricionales Medicinales”, uma plataforma educativa em espanhol que promove conhecimentos sobre nutrição, plantas medicinais, ecologia e saúde. Criador do “Método Natural I.D.E.A.L”, um método holístico que integra terapias naturais com mudanças positivas de hábitos); Fundador e administrador de “A Terra Cura”, uma plataforma educativa que promove conhecimentos sobre alimentação saudável, plantas medicinais e saúde.


Serviço: Dia 21/02 – Palestra Autocura, construção de hábitos saudáveis – Gratuita, às 19h. Dia 22 – Workshop “Plantas para a Saúde”, R$ 270, das 19h às 22h. Dia 23 – Workshop “Superalimentos”, R$ 290,00, das 19h às 22h. Spa Maria Bonita. Rua Prudente de Morais, 729, Ipanema/RJ. Inscrições e informações: (21) 97131-1022.


Postagens mais visitadas deste blog

RJ: Reame busca padrinhos afetivos para jovens preteridos da adoção

Instituição garante que referência familiar para convívio e autonomia social é algo fundamental e transformador

Situado em São Gonçalo e parceiro da nacionalmente reconhecida ONG Quintal de Ana, o Reame procura por padrinhos afetivos (presenciais, para aconselhamento e tutoria) a menores órfãos ou privados pela Justiça do convívio com a própria família. Ao alcance da maioria dos filantropos e dos bem intencionados, o programa propõe aos padrinhos doar tutoria e afeto a uma criança ou adolescente com menor probabilidade de adoção (acima de oito anos de idade) ou mesmo de reinserção em sua família verdadeira - dando-lhe, assim, referência familiar e autonomia social. Mais do que apoio financeiro, buscam-se altruístas que doem  presença e carinho.
"Quanto mais velho menor a procura por adoção. E se a reinserção familiar não é possível, o apadrinhamento afetivo torna-se o elo do tutelado com a sociedade. Trabalhamos na criança sua expectativa e ansiedade quanto a ter uma família, ir…

Norton: 5 dicas para que as crianças joguem Pokémon Go em segurança

Jogo é febre mundial e foi lançado ontem no País, conheça os perigos reais aos pequenos

Pokémon Go foi lançado no Brasil após muita espera de seus fãs, pessoas de todas as idades que estavam ansiosas para capturar seus próprios “monstrinhos de bolso”. O jogo utiliza a realidade aumentada e a localização geográfica (GPS) para transportar a pessoa para o universo do desenho, usando o mundo real. O objetivo do jogador é caminhar para encontrar os Pokémons e outros itens. Apesar de muito divertido, o jogo oferece perigos virtuais e reais, principalmente para as crianças. 
Veja abaixo 5 dicas que o engenheiro de segurança da Norton, Nelson Barbosa, listou para os pais orientarem seus filhos:
1. Cuidado com estranhos. O jogo envolve interação com outros jogadores na vida real, em áreas chamadas de ginásios e Pokéstops. Neste locais ocorrem as batalhas entre Pokémons e a compra dos itens, respectivamente. Os criminosos podem se aproveitar disso para roubar as vítimas. Por isto, caso não possa…

Coluna Inclusiva: Nanismo dentre as Leis de conscientização e ação

Por Gisele Rocha*


A comunidade da pessoa com nanismo no Rio de Janeiro, teve um encontro de gratidão. A presidente da Associação de Nanismo do Estado, Kenia Maria Rio se encontrou com a Deputada Daniele Guerreiro, em seu gabinete, que elaborou o Projeto de Lei, que institui o Dia Estadual do Nanismo. Em meio às emoções, a presidente agradeceu pela sensibilidade e dedicação da parlamentar, ao instituir a lei.
No Brasil são cerca de 400 tipos de nanismo e não existem planos de ação para combater o preconceito, nem para dar mais qualidade de vida a essas pessoas. Com o decreto 5.296, o nanismo é considerado deficiência no país, desde 2004, e considerados “anão ou anã” o individuo com até 1,45 metros.
A garantia dos direitos da pessoa com nanismo está assegurada por lei, mas quanto à conscientização de fato, já é outra história, na prática não funciona. As leis que estão sendo sancionadas pelo Brasil a fora serve para o combate ao preconceito, ao bullyng nas escolas, a ridicularização na …