Pular para o conteúdo principal

RJ: Balada Matinal Wake mistura yoga e diversão na Gávea (13/07)

Rio receberá festa que reinventa a lógica urbana e traz DJs, performances, yoga e gastronomia saudável a partir das 7h30 da manhã



No próximo dia 13 de julho, quarta-feira, o Rio vai receber mais uma edição da primeira balada matinal do Brasil. Conhecida como WAKE, a festa acontece no 00 Rio de Janeiro, no Planetário da Gávea, às 7h30 da matina. O evento, que conta com yoga, música, dança e gastronomia saudável, começa logo nas primeiras horas da manhã e termina pontualmente às 9h30.

A WAKE é uma balada matinal que traz você para o aqui e agora por meio de uma celebração. É um convite para uma manhã mais prazerosa e um dia com mais significado. Um evento inusitado em que os todos se doam para participar, sendo que 100% do lucro é revertido para projetos sociais da cidade”, conta Lourenço Bustani, idealizador do evento. WAKE, do inglês ”acordar” (e que remete também a "awake" = despertar), propõe uma celebração da vida em pleno meio de semana, à luz do dia.

Como praxe em todas as edições, todo o lucro da venda de ingressos será doado para projetos sociais locais, visando estimular o protagonismo de cada um na construção de um futuro coletivo mais favorável. Nesta edição, o destinatário das doações será a Harmonicanto, uma organização que empodera jovens por meio da música na Comunidade do Cantagalo. A Harmonicanto estará presente no evento para promover o contato entre o público e o beneficiário da doação.

Os parceiros da festa, que incluem DJs, professora de yoga, instrumentistas, empresas de alimentos e bebidas, entre outros serviços e performances, também entram no espírito doador e contribuem seus produtos ou serviços de forma gratuita. Tudo começa às 7h30, com uma prática de yoga, liderada pela catarinense Fernanda Cunha. A partir das 8h15, DJs assumem o comando da pista de dança até 9h15, quando um encerramento especial repõe as pessoas para o dia de trabalho.

Esta edição contará ainda com o lançamento carioca do projeto AYNI, um experimento musical que funde batidas pulsantes e sons imersivos da selva, por meio de frequências que conectam pessoas com sua essência, despertando-as para a energia do coletivo. 

O projeto é resultado de uma ampla troca de conhecimentos, interesses e vivências de Junior C, pioneiro da mais recente safra de DJs e produtores da cena eletrônica brasileira e Lourenço Bustani, idealizador da WAKE e empreendedor da Economia Criativa e Consciente no Brasil.

Nesta edição, a dupla estará acompanhada ainda do Rodrigo Sha, saxofonista e multi-instrumentista conhecido por ser um dos pioneiros em reinventar a música eletrônica no Brasil. Além disso, é praticante de yoga e meditação há muito anos e se identifica com este lifestyle, que inclusive se traduz na sua música.

Será uma apresentação conectando pessoas, revisitando a ancestralidade sagrada da música junto com levadas eletrônicas e improvisos contemporâneos. Será transcendental, experimental e totalmente universal. A proposta é essa: entender a música como a conexão entre o universo e nosso coração. Participar da Wake será mágico e é essencial pra mim nesse momento como pessoa, assim como  artisticamente, por fazer novos parceiros na música, na vida e explorar novos sons, criando um novo ambiente artístico”, afirma Rodrigo.


Serviço: WAKE no 00 Rio de Janeiro. Av. Padre Leonel Franca 240, Planetário da Gávea. Quarta-feira dia 13 de julho. Das 7h30 às 9h30. R$50 yoga + pista. R$40 só pista. Informações: 21 2540-8041.


Confirme sua presença no Facebook: www.facebook.com/events/248835728818858/


Postagens mais visitadas deste blog

RJ: Reame busca padrinhos afetivos para jovens preteridos da adoção

Instituição garante que referência familiar para convívio e autonomia social é algo fundamental e transformador

Situado em São Gonçalo e parceiro da nacionalmente reconhecida ONG Quintal de Ana, o Reame procura por padrinhos afetivos (presenciais, para aconselhamento e tutoria) a menores órfãos ou privados pela Justiça do convívio com a própria família. Ao alcance da maioria dos filantropos e dos bem intencionados, o programa propõe aos padrinhos doar tutoria e afeto a uma criança ou adolescente com menor probabilidade de adoção (acima de oito anos de idade) ou mesmo de reinserção em sua família verdadeira - dando-lhe, assim, referência familiar e autonomia social. Mais do que apoio financeiro, buscam-se altruístas que doem  presença e carinho.
"Quanto mais velho menor a procura por adoção. E se a reinserção familiar não é possível, o apadrinhamento afetivo torna-se o elo do tutelado com a sociedade. Trabalhamos na criança sua expectativa e ansiedade quanto a ter uma família, ir…

Combata os males do século com os benefícios da homeopatia

Depressão, ansiedade, angústia e fobias podem ser tratadas com esta terapia que equilibra o corpo e a alma

Vivemos em um mundo onde tudo é “para ontem” e temos de nos desdobrar para darmos conta de todos os afazeres diários. E quando se trata das mulheres, em que a jornada de trabalho é dupla (ou tripla), não há como manter uma rotina equilibrada e com qualidade de vida. Assim, há quem recorra às terapias tradicionais, onde psicólogos e psiquiatras dão diretrizes e medicamentos para conter os malefícios deste cotidiano turbulento. Porém, e quem rejeita esta solução?

A homeopatia é uma das saídas para diversas situações. Dados da Organização Mundial da Saúde (OMS) mostram que o Brasil é o país com mais pessoas depressivas na América Latina, em torno de 5,8% da população. Este número comprova que 11,5 mil brasileiros sofrem desta doença. E assim como a depressão, Eliete M. M. Fagundes, coordenadora do curso tradicional de Formação em Ciência da Homeopatia do Instituto Tecnológico Hahne…

Doutores de Esperança recebem novos voluntários em Volta Redonda, na região Sul Fluminense

Volta Redonda, RJ. O grupo de humanização hospitalar "Viver de Rir - Doutores de Esperança", projeto da ADRA (Agência Adventista de Desenvolvimento e Recursos Assistenciais), promoveu na noite do último sábado uma cerimônia de formatura para os 100 voluntários da 6ª turma. O encontro aconteceu na Igreja Adventista do Sétimo Dia, em Volta Redonda. O projeto, que começou com dois trios de voluntários, hoje reúne mais de 150 pessoas. 
Treinos intensos, palestra sobre ética no voluntariado, capacitações diversas sobre conduta hospitalar e biosegurança, iniciação a palhaçaria, personagem, make up e figurino, visitas em hospitais e asilos. Para ser um voluntário do grupo, é preciso ter muita força de vontade e amor ao próximo, pois os trabalhos são realizados aos sábados e domingos. Os Doutores de Esperança já estão conhecidos na região Sul Fluminense por "especialistas em despertar sorrisos e emoções", além de colaborarem na recuperação dos pacientes.
O mais novo integr…