Pular para o conteúdo principal

RJ: Aprovado o acesso de doulas a maternidades no estado

Por Camilla Pontes

                                                                                                                                                     Vitor Soares/Alerj

O acesso de doulas - mulheres que atuam no auxílio a gestantes – a maternidades, casas de parto e hospitais das redes pública e privada de saúde do estado pode ser garantido. É o que determina o projeto de lei 2.195/13, do deputado licenciado José Luiz Nanci, que a Alerj aprovou nesta terça-feira (17/05), em discussão única.

O acesso das doulas às maternidades foi proibido por uma resolução do Conselho Regional de Medicina do Estado do Rio de Janeiro (Cremerj), de 2012, que havia sido cassada judicialmente, mas voltou a valer em fevereiro. Atualmente, o Rio é o único estado da federação a ter a proibição. O texto que substituiu a proposta original foi elaborado em reuniões das doulas com os deputados que compõem a comissão de Constituição e Justiça da Casa. "Toda mulher merece uma doula. Existe uma necessidade imperiosa de aumentar a quantidade de partos normais no estado. O trabalho delas se faz necessário. Estive reunido por duas vezes com e elas me explicaram a fundo a importância deste trabalho do parto que deve ser humanizado", disse o deputado Luiz Paulo (PSDB), integrante da comissão.

De acordo com a proposta, as maternidades e hospitais serão obrigados a permitir a presença das profissionais, durante todo o período de trabalho de parto, sempre que solicitadas pela gestante. As doulas não ocuparão a vaga do acompanhante. O texto também estabelece que as profissionais possam entrar com seus instrumentos de trabalho, como massageadores e bolas de fisioterapia.

Uma das coordenadoras do A Nossa Casa – local que capacita doulas e auxilia grávidas – Gabriela Prado, disse que foram bem recebidas pelos deputados. “Estamos muito felizes porque conseguimos construir um texto que atendesse à nossa demanda junto com os parlamentares. Hoje estamos proibidas de trabalhar nos hospitais por causa dessa resolução e a aprovação desse projeto é essencial para mudar esse cenário”, disse a doula.

O não cumprimento da norma pela maternidade poderá acarretar penalidades, como multa para os estabelecimentos privados e advertência e afastamento dos responsáveis das unidades públicas. O Governo deverá regulamentar a lei por meio de decreto. A proposta segue para o governador em exercício, Francisco Dornelles, que terá 15 dias úteis para sancionar ou vetar.

Fonte: Alerj

Postagens mais visitadas deste blog

Combata os males do século com os benefícios da homeopatia

Depressão, ansiedade, angústia e fobias podem ser tratadas com esta terapia que equilibra o corpo e a alma

Vivemos em um mundo onde tudo é “para ontem” e temos de nos desdobrar para darmos conta de todos os afazeres diários. E quando se trata das mulheres, em que a jornada de trabalho é dupla (ou tripla), não há como manter uma rotina equilibrada e com qualidade de vida. Assim, há quem recorra às terapias tradicionais, onde psicólogos e psiquiatras dão diretrizes e medicamentos para conter os malefícios deste cotidiano turbulento. Porém, e quem rejeita esta solução?

A homeopatia é uma das saídas para diversas situações. Dados da Organização Mundial da Saúde (OMS) mostram que o Brasil é o país com mais pessoas depressivas na América Latina, em torno de 5,8% da população. Este número comprova que 11,5 mil brasileiros sofrem desta doença. E assim como a depressão, Eliete M. M. Fagundes, coordenadora do curso tradicional de Formação em Ciência da Homeopatia do Instituto Tecnológico Hahne…

Doutores de Esperança recebem novos voluntários em Volta Redonda, na região Sul Fluminense

Volta Redonda, RJ. O grupo de humanização hospitalar "Viver de Rir - Doutores de Esperança", projeto da ADRA (Agência Adventista de Desenvolvimento e Recursos Assistenciais), promoveu na noite do último sábado uma cerimônia de formatura para os 100 voluntários da 6ª turma. O encontro aconteceu na Igreja Adventista do Sétimo Dia, em Volta Redonda. O projeto, que começou com dois trios de voluntários, hoje reúne mais de 150 pessoas. 
Treinos intensos, palestra sobre ética no voluntariado, capacitações diversas sobre conduta hospitalar e biosegurança, iniciação a palhaçaria, personagem, make up e figurino, visitas em hospitais e asilos. Para ser um voluntário do grupo, é preciso ter muita força de vontade e amor ao próximo, pois os trabalhos são realizados aos sábados e domingos. Os Doutores de Esperança já estão conhecidos na região Sul Fluminense por "especialistas em despertar sorrisos e emoções", além de colaborarem na recuperação dos pacientes.
O mais novo integr…

RJ: Spazziano promove jantar sensorial vegano no Dia dos Namorados, em Ipanema (12/06)

A descoberta de sabores e sentidos será a tônica do jantar do Dia dos Namorados no Spazziano, o braço gastronômico do Spa Maria Bonita, em Ipanema. A ideia é reforçar os laços de confiança entre o casal e a ampliação dos sentidos além da visão. A chef e modelo Yasmin Lourenço assina o cardápio ao lado da designer de experiências Aline Satyan que conduzirá a atividade. A experiência sensorial com entrada, prato principal, sobremesa e bebida não alcoólica vai durar uma hora e meia e será restrita a 20 participantes por turno: um das 19 às 20h30, outro das 21h30 às 23h.

A dinâmica começa com um dos integrantes do casal decidindo qual deles será vendado pelo outro na entrada e conduzido para dentro do restaurante. Depois o que está sem a venda também terá os olhos cobertos e o jantar começará a ser servido. Os alimentos serão comidos com as mãos e tudo será vegano. Entre um prato e outro, haverá um recipiente com água de lavanda nas mesas para que os participantes possam lavar os dedos. …