Pular para o conteúdo principal

Consumo de transgênicos cultivados com o uso de herbicida pode ser prejudicial à saúde

São Paulo, SP. A indústria modifica geneticamente determinados alimentos para que os mesmos tornem-se resistentes, dentro outros fatores, a herbicidas e pesticidas (agrotóxicos), ou seja, são modificados para que tal alimento não morra com essas substâncias. Essas substâncias servem para matar insetos e outras formas de vida, com a exceção do próprio alimento modificado e resistente ao veneno, o qual o absorve, e é colhido e vendido para a população.

O Brasil está em primeiro lugar no ranking mundial de uso dessas substâncias, fazendo com que cada brasileiro consuma em média 5,2 litros de pesticidas por ano, tendo sido identificadas regiões que chegam a 120 litros por pessoa por ano. Com o passar dos anos as pestes agrícolas vêm tornando-se mais resistentes aos herbicidas e pesticidas, o que consequentemente faz com que as doses aplicadas sejam cada vez maiores.

Segundo Giovana Baldissera, nutricionista em São Paulo , isso pode ter um impacto negativo em nossa saúde.

"Inúmeros estudos com os GMOs e os herbicidas apresentam resultados com consequências alarmantes, como o unânime desenvolvimento de tumores em animais submetidos ao consumo de Glifosato (classificado pela OMS como provavelmente/potencialmente cancerígeno) Roundup®, da empresa Monsanto. Além de causarem danos à estrutura de nosso DNA, foram observados desequilíbrios hormonais com consequências diretas e graves sobre o sistema reprodutor, comprometimento neurológico e desenvolvimento de Parkinson e transtornos mentais." relata a nutricionista em seu artigo .

Enquanto diversos movimentos, manifestações, votações, projetos de lei tentam fazer frente a esse assunto, a indústria move bilhões de dólares para impedir as pessoas de saberem o que estão comendo. A lógica é de que se as pessoas souberem onde as substâncias venenosas estão, deixariam de consumir esses alimentos.

Na Noruega, por exemplo, há uma lei que determina que “não é permitido produzir nem comercializar alimentos que contenham qualquer tipo de substância que ofereça qualquer tipo de risco à saúde e/ou que comprometa a sustentabilidade e o meio ambiente”, incluindo o Glifosato. O Brasil ainda precisa avançar muito nesse sentido.

Alguns números e dados:

– Entre 2000 e 2012 houve um aumento de 288% na utilização de pesticidas no Brasil.
– Na última década, o mercado Brasileiro de agrotóxicos cresceu 2x mais que o mercado mundial.
– O Brasil é o país que mais utiliza agrotóxicos.

Fonte: www.andradenutricao.com.br/glifosato-transgenicos-o-que-voce-precisa-saber/

Postagens mais visitadas deste blog

RJ: Reame busca padrinhos afetivos para jovens preteridos da adoção

Instituição garante que referência familiar para convívio e autonomia social é algo fundamental e transformador

Situado em São Gonçalo e parceiro da nacionalmente reconhecida ONG Quintal de Ana, o Reame procura por padrinhos afetivos (presenciais, para aconselhamento e tutoria) a menores órfãos ou privados pela Justiça do convívio com a própria família. Ao alcance da maioria dos filantropos e dos bem intencionados, o programa propõe aos padrinhos doar tutoria e afeto a uma criança ou adolescente com menor probabilidade de adoção (acima de oito anos de idade) ou mesmo de reinserção em sua família verdadeira - dando-lhe, assim, referência familiar e autonomia social. Mais do que apoio financeiro, buscam-se altruístas que doem  presença e carinho.
"Quanto mais velho menor a procura por adoção. E se a reinserção familiar não é possível, o apadrinhamento afetivo torna-se o elo do tutelado com a sociedade. Trabalhamos na criança sua expectativa e ansiedade quanto a ter uma família, ir…

Combata os males do século com os benefícios da homeopatia

Depressão, ansiedade, angústia e fobias podem ser tratadas com esta terapia que equilibra o corpo e a alma

Vivemos em um mundo onde tudo é “para ontem” e temos de nos desdobrar para darmos conta de todos os afazeres diários. E quando se trata das mulheres, em que a jornada de trabalho é dupla (ou tripla), não há como manter uma rotina equilibrada e com qualidade de vida. Assim, há quem recorra às terapias tradicionais, onde psicólogos e psiquiatras dão diretrizes e medicamentos para conter os malefícios deste cotidiano turbulento. Porém, e quem rejeita esta solução?

A homeopatia é uma das saídas para diversas situações. Dados da Organização Mundial da Saúde (OMS) mostram que o Brasil é o país com mais pessoas depressivas na América Latina, em torno de 5,8% da população. Este número comprova que 11,5 mil brasileiros sofrem desta doença. E assim como a depressão, Eliete M. M. Fagundes, coordenadora do curso tradicional de Formação em Ciência da Homeopatia do Instituto Tecnológico Hahne…

Doutores de Esperança recebem novos voluntários em Volta Redonda, na região Sul Fluminense

Volta Redonda, RJ. O grupo de humanização hospitalar "Viver de Rir - Doutores de Esperança", projeto da ADRA (Agência Adventista de Desenvolvimento e Recursos Assistenciais), promoveu na noite do último sábado uma cerimônia de formatura para os 100 voluntários da 6ª turma. O encontro aconteceu na Igreja Adventista do Sétimo Dia, em Volta Redonda. O projeto, que começou com dois trios de voluntários, hoje reúne mais de 150 pessoas. 
Treinos intensos, palestra sobre ética no voluntariado, capacitações diversas sobre conduta hospitalar e biosegurança, iniciação a palhaçaria, personagem, make up e figurino, visitas em hospitais e asilos. Para ser um voluntário do grupo, é preciso ter muita força de vontade e amor ao próximo, pois os trabalhos são realizados aos sábados e domingos. Os Doutores de Esperança já estão conhecidos na região Sul Fluminense por "especialistas em despertar sorrisos e emoções", além de colaborarem na recuperação dos pacientes.
O mais novo integr…