quarta-feira, 20 de julho de 2016

RJ: Campeões Olímpicos convocam população a doar sangue

Atletas participam de campanha que busca abastecer os estoques do Hemorio até o início dos Jogos Olímpicos Rio 2016


   Apoiam a causa os atletas Flávio Canto, Jackie Silva e Sandra / Divulgação / Hemorio
 
Nas arenas esportivas, eles são grandes campeões. Fora delas, estão convocando a população para uma corrida solidária ao principal hemocentro do estado: com o mote “Eu vou participar dos Jogos. Eu sou Doador no Rio 2016”, a campanha lançada pelo Hemorio conta com o apoio dos atletas Flávio Canto (judô), Jackie Silva e Sandra (vôlei de praia) e Rosinha dos Santos (arremesso de peso), e tem como objetivo levar, em média, cerca de 400 doadores por dia ao hemocentro até o início do mês de agosto.

"Vamos usar o espírito olímpico para fazer o bem! É muito importante que todos participem e contribuam, comparecendo ao Hemorio para doar. Tenho um amigo que está em tratamento e sei o quanto é necessário que as doações de sangue sejam regulares", destaca Flávio Canto.

Durante todo o período dos Jogos, o salão de doadores do Hemorio funcionará normalmente, entre 7h e 18h, de segunda a domingo. As únicas exceções são os domingos nos dias 14 e 21 de agosto, datas em que serão realizadas as provas de Maratona Feminina e Masculina, que exigem o fechamento das ruas do entorno, dificultando o acesso ao hemocentro, já que a chegada das provas se dará no Sambódromo, a dois quarteirões de distância da unidade.

Rosinha dos Santos / Divulgação / Hemorio
Para Rosinha dos Santos, paratleta de arremesso de peso e disco, estar na campanha é fazer parte de uma corrente do bem. "Para mim, abraçar esta causa é estender a mão ao próximo. É preciso disseminar informação e conscientizar a sociedade da importância deste ato solidário. Isso me fez participar da campanha", comenta. 

A ação vai contar ainda com um totem personalizado para que os doadores possam tirar fotos no hemocentro e postar nas redes sociais, incentivando amigos a colaborar. As jogadoras de vôlei Sandra Pires e Jackie Silva fazem coro e lembram que a doação de sangue é um ato de cidadania, que tem tudo a ver com o esporte.

"Doar sangue é salvar vidas através de uma atitude muito simples. Por isso, como cidadã consciente, aderi à campanha e dei a minha colaboração. É nosso dever fazer o bem",  finaliza Jackie.

Segundo o diretor da unidade, Luiz Amorim, com a presença de um grande número de turistas durante os jogos, é essencial que os estoques estejam abastecidos. "Nesta reta final, esperamos que as pessoas compareçam para doar sangue e nos ajudem a manter o abastecimento do Hemorio. Temos capacidade para receber até 500 doadores por dia e queremos atingir a meta de, pelo menos, 400 voluntários diariamente", ressalta Amorim.
  
Condições básicas para doar sangue:

•  Ter entre 16 e 68 anos;
•   Pesar mais de 50 kg;
•   Estar bem de saúde;
•   Portar um documento de identidade oficial com foto;
•   Evitar alimentos gordurosos nas 3 horas que antecedem a doação;
•    Não é necessário estar em jejum.

Serviço: Localizado na Rua Frei Caneca, n°8, no Centro da Cidade, o Hemorio funciona todos os dias, das 7h às 18h, incluindo sábados, domingos e feriados. Para mais informações, o voluntário deve ligar para o Disque Sangue (0800 282 0708), que esclarece dúvidas e informa o endereço dos outros 26 postos de coleta distribuídos pelo estado.